Dossiê do salto alto!

Equilibrar saúde e elegância no salto alto é uma tarefa assumida diariamente por grande parte das mulheres assim que deixam as pantufas ao lado da cama.

Para deleite das mulheres, alguns estudos mostram que o sapato de salto alto traz benefícios à circulação.

Tamanho é documento

Um cirurgião fez com que suas pacientes andassem na esteira de salto alto e, assim, chegou ao tamanho ideal de salto. No “estudo de marcha”, ele concluiu que saltos de até 5 centímetros ajudam a bombear mais sangue e a diminuir a pressão nas pernas.

Mas isso não vale para todas…pena!

Além do tamanho, é preciso dar atenção à estabilidade. O salto muito fino facilita os desequilíbrios, por isso não é indicado para uso diário.

Dica na prática: Para diminuir os efeitos nocivos do uso do salto alto, é preciso prestar atenção ao tamanho do sapato. É muito importante observar se o calçado serve direito. Geralmente um pé é maior que o outro. O ideal é comprar o número que calça o maior pé e adaptar o outro com um palmilha.

Para definir um sapato como perigoso ou não, as mulheres costumam olhar o tamanho do salto – o que, de fato, é uma dica válida – mas não se pode esquecer do bico do calçado. Mais do que um salto fino, o que ameaça a estabilidade é o bico fino. Quando o pé fica em forma de triângulo, a pressão aumenta e o equilíbrio diminui. Isto dificulta a articulação do tornozelo e também da musculatura da perna.

Justamente os sapatos que mais transformam os pés em triângulos são os elegantes scarpins, modelo preferido dos tapetes vermelhos, das passarelas, das atrizes e das que querem estar com tudo em cima nas festas e reuniões.

Varizes, dores e meias


Um trabalho feito pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – ao acompanhar 10 mulheres – associou o uso constante de sapatos de salto ao desenvolvimento de joanetes e dores no corpo (em médio e longo prazo). O alerta é: os sintomas doloridos são mais frequentes em quem já tem problemas vasculares e não procura ajuda.

O sapato de salto não vai provocar varizes ou vasinhos. Quem tem estes problemas não precisa parar de usar salto e sim, procurar o médico para solucioná-los. Ficar muito tempo sentado, muito tempo em pé, no trabalho ou no trânsito prejudicam a circulação. Então, além do salto, o ideal seria usar as meias elástica.

Dicas e alternativas: Enquanto a indústria não encontra uma forma medicamentosa para proteger as mulheres das dores causadas pelos saltos altíssimos e pelos bicos finos – e também enquanto o trânsito e as horas de trabalho não dão trégua –  indico: hoje existem opções mais confortáveis como sapatos de plataforma e também os saltos meia pata, que ajudam a compensar a altura do salto e facilitar a vida de quem quer usar salto, mas não tem o costume.

Vale ressaltar que é perfeitamente possível estar elegante com calçados baixos como as sapatilhas!

… Ѽ …

Leave a Reply